quarta-feira, 2 de junho de 2010

O P o e t a


O Poeta


une-versos,
arremata
: e veste.


Eliana Mora, dez/2009

10 comentários:

  1. O poeta nu
    no meio da rua.
    Os outros veem só as metáforas.

    ResponderExcluir
  2. lindo, querida El, tão precisa, tão essencial, vesti esses seus versos e estou aquecido ;)

    beijo,
    Ge.

    ResponderExcluir
  3. de metáfora em metáfora
    o nu se veste
    [e nada se explica]


    beijo.

    ResponderExcluir
  4. a mim me alegra vestir
    palavras:
    as que disseste...


    beijo.
    El

    ResponderExcluir
  5. Olá...!

    Sabes...? O meu blog conta já com um ano...! E para a ocasião escrevi algo que também é para ti... e, de passagem, podes ver que há um selo que podes levar, se assim o quiseres... Pois, como o seu nome indica, serve para "selar" este vínculo que nos uniu neste tempo transcorrido..., isso me encantaria..., e faria completo este festejo e a minha alegria...!
    Ou se não..., ofereço-te uma flor de Ceibo que é a flor do meu país: Argentina.

    Obrigado pela tua presença...!

    Cumprimentos,

    SERGIO.

    ResponderExcluir
  6. Gracias, Sergio

    Para mim é uma alegria teu recado.
    E viva a poesia!

    beijos.

    ResponderExcluir
  7. costura letras
    desentoca sensações
    que ficam/em seu sempre

    beijo.

    ResponderExcluir

a poesia agradece

Segunda chance