quinta-feira, 20 de novembro de 2014

S a u d a d e





Saudade


Rio paralelo às veias.

Sem medo de sêca,
de falta -- de fim.


Eliana Mora, 20/11/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Sobrevoar