terça-feira, 19 de novembro de 2013

De alma lavada




 


De alma lavada


atrás da montanha:
coberta de bruma
[dourada por riscos de Sol]




Eliana Mora, 19/11/13



6 comentários:

  1. Duas paisagens que se entrelaçam na própria beleza: a que emana de teus versos, e a das cores de Levitan. Maravilhoso, Eliana!

    Um carinhoso abraço,
    André

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, querido André! Tuas mensagens são pura poesia!

    Beijo,
    Eliana

    ResponderExcluir
  3. De alma lavada
    percorro os caminhos
    de um mundo possível (Graça Graúna)

    Querida Eliana: Ao ler o teu haikai, deu vontade de escrever isto cheguei de mais uma viagem e nesse vai e vem a utopia me faz mais andarilha.. Bjos. Graça Graúna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vestida de utopia
      em reinos distantes
      alma sempre em revoada

      bom saber que aqui estás...

      beijos!

      Excluir
  4. Nós que atravessamos a ponte
    Lua melanésia madreporários
    Pérolas da primavera soa
    (David0)

    De alma lavada


    atrás da montanha:
    coberta de bruma
    [dourada por riscos de Sol]



    Eliana Mora, 19/11/13

    ResponderExcluir
  5. Pérolas da primavera soa pérolas
    Nós que atravessamos a ponte
    Lua melanésia pétalas do sol
    De alma lavada


    atrás da montanha:
    coberta de bruma
    [dourada por riscos de Sol]



    Eliana Mora, 19/11/13


    De alma lavada


    atrás da montanha:
    coberta de bruma
    [dourada por riscos de Sol]



    Eliana Mora, 19/11/13

    ResponderExcluir

a poesia agradece

Sobrevoar