sexta-feira, 28 de setembro de 2012

E quando está tudo estranho...



 

E quando está tudo estranho...


aparece uma flor
nascida do improvável
[no asfalto da tua estrada]




Eliana Mora, 28/set/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Sobrevoar