terça-feira, 21 de agosto de 2012

Esverdeei-me




Esverdeei-me


para ninguém me ver.
Quieta, entre as seivas da floresta,
encontrei-me comigo.


Eliana Mora, 21/8/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Segunda chance