quinta-feira, 15 de março de 2012

Escultura





Escultura


Recortando os silêncios,
o cinzel - aos poucos - descortina
verso e reverso [de mim mesma].


Eliana Mora, 15/3/2012

4 comentários:

  1. [esculpida no verso,

    a tatuada palavra, recorte maior de todos os silêncios!]

    um imenso abraço, Eliana

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marca indelével, mina só de nós

      a ti, outro abraço, caro Leonardo

      El

      Excluir
  2. O verso tem volume, pode-se andar ao redor dele.

    Abraço, El.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...e penetrar aos poucos em seu interior.


      ouro abraço, Marcantonio.
      El

      Excluir

a poesia agradece

Segunda chance