quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Aquela mesma Luz


Aquela mesma luz



que sombreava, delicada, teu perfil,
desenha nele hoje tons cinzentos :
desertos de chuva nos céus. 


Eliana Mora, 15/12/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Sobrevoar