quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Minha, Tua


Minha, tua



lua, folha a voar.
O céu se paramenta, nacarado:

agora podes chegar.



Eliana Mora, 06/11/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Avesso