segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Ode Mínima


Ode mínima



pianíssimo,
sorvo de horizontes distantes tua música
[acorporal, definitiva].




Eliana Mora, 05/10/2011

2 comentários:

a poesia agradece

A vez dela