terça-feira, 5 de julho de 2011

C o r a ç ã o


Coração


céu inflado,
casa onde tudo está e é :

até nosso sempre.




Eliana Mora, 29/6/2011

6 comentários:

  1. teu sempre... / plenitude em ser / veste-me!

    ResponderExcluir
  2. e assim fico/ a esperar /que o nunca chegue...

    ResponderExcluir
  3. Lindos.
    cor e terceto.

    De um pé de suinã numa esquina da minha rua.

    Despida de folhas
    agora se aquece com cachos
    de rubras suinãs.

    ResponderExcluir
  4. que lindo, Elisa!

    ...e cachos são quentes
    são crinas de gente
    [o frio pode chegar]

    beijo!
    Eliana

    ResponderExcluir
  5. "Casa que acolhe tudos, mundos..."

    e como canta Marcelo Camelo: "E não me falta o passo, coração"

    até sempre!




    Bjos
    deste
    P.S.

    ResponderExcluir
  6. até sempre:
    coração em alta
    responde...baixinho.


    beijo, Obrigada!!
    El

    ResponderExcluir

a poesia agradece

Sobrevoar