domingo, 14 de março de 2010

G l a u c o



G l a u c o


arte, paixão, crítica
- e toda uma nação -
choram por ti.



Eliana Mora, 12/03/2010



G l a u c o


Dorme em mim quieto,
sem reclamos.
Risca [de passagem] minha dor.


Eliana Mora, 03/2010

4 comentários:

  1. Um quadro branco.
    Nuvens brancas num céu azul.
    Glauco virou um anjo.

    ResponderExcluir
  2. uma fila.
    pequenos anjos à espera:
    o céu clareia.

    ResponderExcluir
  3. glauco deixou marcas na geração que se esbaldava com seus personagens, no meu caso, o geraldão.

    bj

    ResponderExcluir
  4. Creio que em muitas, com seu talento e seu modo de ser... beijo.

    ResponderExcluir

a poesia agradece

Avesso