sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Forever Young


Forever Young


O tempo fugiu
pelas bordas da janela.
Ali, congelada, só ela.


Eliana Mora, 28/10/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

A vez dela