quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Em Segredo


Em segredo



Entre minha boca e minha alma
se espremem muitos caminhos.
[e a nave do silêncio]



Eliana Mora, 21/5/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Avesso