terça-feira, 13 de outubro de 2015

De mentira em Mentira...


De mentira em Mentira...



Um sorriso.
Ato contínuo, um choro.
[violar regras, jamais]



Eliana Mora, 13/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Sobrevoar