domingo, 30 de novembro de 2014

O sopro e a Vela



O sopro e a Vela


Aos poucos a chama descia;
vagarosa, a dor se esvaía.
Resistem: beleza e poesia.


Eliana Mora, 30/11/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Segredo