segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Mãos Vazias




Mãos vazias 


olhos astutos;
voo das andorinhas
[por dentro do cérebro]
 


Eliana Mora, 01/9/13

2 comentários:

  1. Bom dia, poeta Eliana Mora. Nunca estamos de mãos vazias quando a poesia toca nossas vidas. Beleza de haicai. Bjos, Graça Graúna

    ResponderExcluir

a poesia agradece

Avesso