sábado, 10 de agosto de 2013

Aos poucos

 



Aos poucos


como galhos de árvore
abrem-se meus braços.
[ao longe te percebi]



Eliana Mora, 10/8/13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Segunda chance