terça-feira, 4 de junho de 2013

A Noite

 


A Noite


escuridão e mistérios
silêncios, enredos obscuros
[poemas em profusão]

 


Eliana Mora, 4/6/13

2 comentários:

  1. Noite. Bela, que acalma e atormenta.

    ResponderExcluir

  2. Sim, certamente um 'mote' para a alma, para poesia...

    abraços
    Eliana

    ResponderExcluir

a poesia agradece