quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Um céu Branco

 


Um céu Branco



desaba em mim:
sempre, sempre aquele céu 'de Saramago' 
-- abafado, opressor.



Eliana Mora, 14/11/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Na Arte