quinta-feira, 20 de setembro de 2012

MINHAS MÃOS

 
 
  
MINHAS MÃOS
 
 
carentes de letras,
fecham-se, lentas.
E te leio_no escuro.  

 
Eliana Mora, set/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Segunda chance