quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Certa fumaça



Certa fumaça 
 
 
cortina-se em meu céu,
como que a buscar elementos leves,
fluidos, atemporais.
 
 
 
Eliana Mora, 30/08/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Segunda chance