terça-feira, 5 de junho de 2012

C r a v o





Cravo

o punhal de lírios
nas costas deste sonho.
Para deitar-me nele, ainda.


Eliana Mora, 5/6/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Avesso