segunda-feira, 26 de março de 2012

Os fios de Cobre


Os fios de cobre 
 
 
da tua poesia
esperam por ti, dia a dia,
nas pontas - do mesmo lugar.
 
 
Eliana Mora, 25/3/2012

2 comentários:

  1. [que poeta,

    o poeta que se guarda,
    para além do nada, para além do silêncio?]

    um imenso abraço, Eliana

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ou o poeta que tece,
      fio a fio,
      a imensidão de seus (re)pensares?


      obrigada, Leonardo,
      beijos da El

      Excluir

a poesia agradece

Sobrevoar