domingo, 19 de fevereiro de 2012

No meu colo






No meu colo


a vida
boceja, abre os olhos :
mas dorme, ainda.



Eliana Mora, 19/02/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

a poesia agradece

Avesso