sábado, 30 de julho de 2011

O teu Olhar



O Teu Olhar

nu de dissabores,
cirurgiou do meu
lamentos -- e rancores.


Eliana Mora, sem data

6 comentários:

  1. lidas divinamente com as palavras! beijos

    ResponderExcluir
  2. Com carinho te ouço, Lázara, obrigada!
    beijo.

    ResponderExcluir
  3. Três linhas de forma única.
    Lindo, Eliana.

    ResponderExcluir
  4. Na calha

    teu Poema verte suas lágrimas,
    constrói jogos... inundando o mundo
    de alegria.

    beijo e abraço El, Tero

    ResponderExcluir
  5. cria adornos
    e palavras
    [vive neles

    beijo.

    ResponderExcluir

a poesia agradece

A vez dela