sexta-feira, 17 de junho de 2011

Reverência

Reverência



Alinho-te todo em mim - e rezo.
Porque não bordo.

Nem sei pintar.


Eliana Mora, abril/2005
[Baú]

4 comentários:

  1. queridona, obrigada, tua palavra é preciosa...

    beijo, El

    ResponderExcluir
  2. Tuas tres linhas são sempre tão intensas, Eliana. Eu rezo e faço poesia. :) beijo, Nydia.

    ResponderExcluir
  3. rezas, "te alinhas"....e sim, fazes poesia...que maravilha, ahn?


    beijo, e obrigada. El

    ResponderExcluir

a poesia agradece

A vez dela