domingo, 19 de setembro de 2010

Ao som de Música


Ao som de música



envolve-me em restos de saudade.
Tira meu corpo do exílio,
da clandestinidade.



Eliana Mora, Nov/2004

[poetrix do Baú

6 comentários:

  1. O baú se abre e revela belos versos!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. A saudade é um sintoma de sentimentos em ostracismo.

    Belos, belíssimos versos!!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Nolli, de vez em quando é desse 'remédio' que a gente precisa....

    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Sim, de certa maneira; muito, muito distantes, quase sonho.

    beijo.

    ResponderExcluir
  5. Se curto ou se haicai, belo de vera... ;)

    Ex-ilha, ponte.ilha e derruba muros... :)

    ResponderExcluir

a poesia agradece

Sobrevoar